Sites Grátis no Comunidades.net
Crie seu próprio Site Grátis! Templates Incríveis em HTML5/CSS3, Galerias de Fotos, Widgets, Publicação do Site e muito mais!
Menu
Translate this Page

Rating: 2.1/5 (42 votos)

ONLINE
1





 
 Canteiro de Ideias
EM TORNO DE JESUS EP04: SOBRE MARIA

 

Realmente, não encontramos muitas informações sobre Maria de Nazaré nos Evangelhos. No entanto, o objetivo dos Evangelhos não são exatamente biográficos, conforme falamos anteriormente. E, principalmente, relativamente à Maria de Nazaré.
 
Os Evangelhos são a Boa Nova, eles contém elementos e informações, para serem um roteiro de vida para quem queira, são incentivos para que busquemos mudar nossa mentalidade (Metanoia (1)), a nossa visão... os nossos objetivos na vida. Com esta intenção, foram redigidos.
 
Fora do meio espírita, no catolicismo, encontramos uma vasta literatura sobre Maria, porém falar sobre esta literatura é complicado. Já nos terrenos do evangelismo, não encontramos nada. Todas as correntes evangélicas, sem exceção, fazem silêncio absoluto sobre isto. Agora, e quanto a nós - os espíritas?... Bem, no que tange à literatura mediúnica, temos alguma coisa sim.
 
O livro mais antigo que nos dão alguns vislumbres acerca de Maria de Nazaré é o Perdoo-te, e com subtítulo: Memórias de um Espírito (ou, Te Perdono!, em espanhol, a língua mater do mesmo), o qual foi copiado e anotado por Amália Domingos Soler.
 
Mais próximos a nós, obtemos informações um pouco mais amplas no livro Memórias de um Suicida, de psicografia da médium Yvonne do Amaral Pereira, onde obtemos noticias mais extensas do labor e a respeito das atividades de Maria no Plano Espiritual.
 
Depois de Yvonne, quem nos trouxe bem mais material acerca de Maria de Nazaré foi Francisco Cândido Xavier, o nosso querido Chico Xavier. Através dele, principalmente, o Espírito Humberto de Campos, presenteou-nos vários contos, apólogos e crônicas utilizando a figura de Maria. Além de Humberto de Campos ou Irmão X, vários outros Espíritos nos apresentaram verdadeiras odes, através de seus poemas, os quais são verdadeiros cantos, à virgem e doce Maria, símbolo da Mãe Universal.
 
Entretanto, o único médium, até hoje, que nos brindou especificamente com a história de Maria, foi outro mineiro, o nosso caro João Nunes Maia, no livro de mesmo nome - Maria de Nazaré -, de autoria do Espírito Miramez. Esta é a melhor obra mediúnica que temos a respeito deste tema, a qual trata direta e pormenorizadamente sobre a trajetória e a vida da nobre Donzela.
 
Outra obra existente narrando, romanescamente, a vida de Maria e Jesus é o livro de Roque Jacintho, Maria de Nazaré, da coleção Relatos do Evangelho. Nele Jacintho narra a história e a vida de Maria com bases nas passagens evangélicas, mas, suas narrativas acerca de Maria, possuem um toque de realismo e mais conducentes e próprios ao que deveríamos esperar de Espíritos Superiores, já alçados ao grau dos Espíritos Puros.
 
Agora, além destas obras, que referenciamos acima, encontraremos uma menção aqui e outra ali, em torno de Maria. Até mesmo na Codificação, vamos observar esta ocorrência em uma ou duas das Revistas Espíritas. Afora estas duas revistas, as outras obras em que Kardec abordou, "em passant", o tema, foram O Evangelho Segundo o Espiritismo e A Gênese, aonde o codificador fala a partir do ponto de vista do homem do mundo (2), porém, sem deixar de reconhecer a nobreza da Virgem.
 
Assim, Kardec aceita a narração histórica, admitindo irmãos para Jesus e não traça mais considerações quanto à Maria além das que se encontra em O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. XIV, tópico QUEM É MINHA MÃE E QUEM SÃO MEUS IRMÃOS?
 
Já em seu último livro, A Gênese, Kardec promete (inclusive, na mesma passagem citada em referência no rodapé desta página), abordar o tema com mais vagar e propriedade, porém ele não teve a oportunidade de cumprir a promessa em razão de seu retorno à Pátria Espiritual. E, desse modo, na Codificação, ficou este vago.
 
Portanto, não é de se estranhar observarmos tanta contradição quando o assunto é Maria de Nazaré, onde uns à veem como uma mulher um pouco acima do vulgo e outros como uma santa. Mas, este é tema para o próximo capítulo!

  

 

_________________________________

(1) Metanoia é uma palavra de origem grega (μετάνοια, metanoia) e significa arrependimento, conversão (tanto espiritual, bem como intelectual), mudança de direção e mudança de mente; mudança de atitudes, temperamentos; caráter trabalhado e evoluído. Vide: http://pt.wikipedia.org/wiki/Metanoia

(2) "A estada de Jesus na Terra apresenta dois períodos: o que precedeu e o que se seguiu à sua morte. No primeiro, desde o momento da concepção até o nascimento, tudo se passa, pelo que respeita à sua mãe, como nas condições ordinárias da vida." (A Gênese, cap. Os Milagres do Evangelho,  item 65, tópico Desaparecimento do Corpo de Jesus.)

 
 
Criar um Site Grátis    |    Crear una Página Web Gratis   |   Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net